segunda-feira, 7 de julho de 2008

Christoffel Bier

A Cervejaria St. Christoffel pode ser considerada “nova”, pois foi fundada em 1986. Está situada em Limburg, estado Holandês. A cervejaria começou com pequenas produções e comercializando regionalmente, em 1995 a cervejaria mudou-se para a sua nova instalação em um local próximo, com maior capacidade de produção que a anterior, expandido sua comercialização nacionalmente e conseqüentemente internacionalmente.

As cervejas da Christoffel seguem a "Reinheitsgebot“ parece até estranho em um país como a Holanda, que tem mais próxima a tradição Belga na produção de cervejas, ter uma cervejaria que segue a Lei Alemã de Pureza, entretanto isso não alterou em nada a ótima qualidade dos produtos da cervejaria, no entanto que a Christoffel Blond já ganhou alguns prêmios.

As Cervejas Christoffel não são filtradas e nem pasteurizadas. Pois eles acreditam que assim o caráter excepcional do sabor e aroma de Christoffel será preservados. Devido ao fato da cerveja não ser filtrada, há uma considerada turbidez, entretanto ela fica sedimentada no fundo da garrafa, mas quando é colocado no copo, uma “neblina” aparece na cerveja. Caso não queira este sedimento na cerveja, aconselha-se guardar a garrafa na posição vertical por algum tempo antes de servir e quando servir deixar um dedo do líquido no fundo da garrafa.

O interessante destas cervejas é que são da família Lager, nenhum dos três estilos é de alta fermentação, porém todas trazem fortes personalidades e fidelidade a Reinheitsgebot, além claro, das embalagens com “flip-top” dando ainda mais charme ao produto, teremos outra embalagem disponível no Brasil e com certeza agregará muito a produção caseira, é a embalagem de 2 litros, lembrando um Biersiphon comumente utilizado pelas cervejarias alemãs e que é possível encontrar em algumas cervejarias do Brasil. Ele possui uma tampa de cerâmica e feito todo de vidro, é uma grande aquisição para colecionar, colocar produções caseiras, ir buscar chopp em alguma fábrica ou até mesmo deixar no bar de casa, já que é muito bonito, a importadora Uniland é quem está nos prestigiando com estas maravilhas e que já está sendo comercializado em pontos de venda no Brasil, agradecimentos ao Mario Reuter pela força. Abaixo impressões das ótimas cervejas produzidas, e com certeza vale a pena experimentar.

Cerveja: Christoffel Bier
Apresentação: Garrafa 330ml c/ flip-top.
Tipo: Bohemian Pilsen
Álcool: 6%
Cor: Alaranjada, turva, brilhante.
Espuma: Boa formação, queda lenta, duradoura.
Aroma: Lúpulo, cítrico, malte, cereais, floral.
Paladar: Bom corpo, malte no inicio depois uma carga de lúpulo, amargor persistente, leve doce, sensação residual adstringente e seca.
Comentário: Excelente cerveja, das três degustadas foi a que mais me agradou, apesar de ser um lager a cervejaria a chama de Blond devido a sua cor, porém sabemos que as Blond belgas são Ales, creio que se caracterize mais para uma tradicional Pilsen com presença marcante de lúpulo e malte, o lúpulo mais destacado tanto no aroma como no paladar, entretanto o malte vem e equilibra o conjunto.

Cerveja: Christoffel Robertus
Apresentação: Garrafa 330ml c/ flip-top.
Tipo: Munique
Álcool: 6%
Cor: Marrom, tons avermelhados, turva, brilhante.
Espuma: Boa formação, média duração.
Aroma: Malte, doce, caramelo, notas de lúpulo, fermento.
Paladar: Bom corpo, boa carbonatação, malte, torrefação, doce, caramelo, fermento, baixo amargor, sensação residual agradavelmente doce.
Comentário: Outra excelente cerveja, com um ótimo drinkability, com tons agradáveis de doçura residual, além da bela cor e equilíbrio, mas para o estilo poderia ter um pouco mais de amargor.

Cerveja: Christoffel Bok
Apresentação: Garrafa 330ml c/ flip-top.
Tipo: Bock
Álcool: 7,8%
Cor: Rubi, avermelhada, turva, brilhante.
Espuma: Boa formação, duradoura.
Aroma: Malte, toffe, doce, caramelo.
Paladar: Bom corpo, doce residual, leve torrefação, caramelo, fermento, baixo amargor, álcool, sensação residual levemente seca com notas adocicadas.
Comentário: Sou suspeito para falar do estilo, pois sou fã, possui uma boa dose de malte como uma Bock deve ter, amargor leve e de acordo com estilo. A cerveja possui adocicado residual porém não é demasiado, é equilibrado, acho que possui bem as características de um bom exemplo de bock alemã.

Mais informações: Uniland

2 comentários:

Chrystian C. Pimentel disse...

Que espetáculo de cerveja hein?
Realmente as garrafas são verdadeiras obras para se colecionar...

Abraços e parabéns pelas grandes matérias postadas no teu blog!

Chrystian Pimentel

feijão disse...

Olá Chrystian

Realmente são ótimas cervejas, além claro da bela apresentação, são peças para colecionadores, assim como eu.

Muito obrigado pela visita.