segunda-feira, 21 de maio de 2007

Entrevista com Emerson Bernardes da Das Bier




O oBIERcevando desta vez viaja para Gaspar, intitulada "Cidade Coração do Vale", está localizado na Região do Vale do Itajaí, entre as cidades catarinenses que mais se destacam no circuito turístico Vale Europeu. Colonizado inicialmente no século 17 pelo paulistas Vicentistas que chegaram à procura das riquezas naturais, como madeira e ouro, o Município apresenta hoje fortes traços das culturas européias. No entanto, como contam os historiados, antes de qualquer imigrante europeu os índios Botocudos, mais tarde dizimados, já habitavam a região. Sua população estimada hoje é de 53.000 habitantes.

No Bairro Belchior, existe há 13 anos o Pesque Pague Schmitt, situado em uma propriedade farta em natureza e de lindas paisagens, o local pertencente a 4 irmãos, e precisava dar uma guinada, uma novidade, para agregar valor a propriedade. Por volta de 1999 um dos irmãos, Maurílio, em uma viagem a Alemanha, trouxe a idéia de montar uma cervejaria, inicialmente os outros não acreditaram muito na idéia, mas mesmo assim durante este período, foi feita toda a escolha de fornecedores, a contrução da fábrica, anexo um bar, e no dia 16/12/2006 abria-se as portas para o público, estava inaugurada a Cervejaria Das Bier.

Uma cervejaria literalmente cravada nas montanhas e ao lado do Pesque Pague, sua produção hoje tem capacidade para 12.000 litros.

Lá pode se degustar um Pilsen de cor dourada, espuma cremosa e duradoura, aroma de malte, pão, e de paladar lupulado na medida certa, com bom corpo, e a Braunes Ale, que é uma Amber, que tem um cor avermelhada bem escura, uma espuma cremosa e duradoura, o aroma torrado, e levemente frutado, o paladar sente se um bom corpo, com notas torradas, lúpulo, porém não muito frutado. Além disso, descendo uma escadinha você chega em um “calabouço”, muito bem planejado e aconchegante, que além de degustar o chopp, é possível se tomar o Der Schnaps, uma cachaça produzida artesanalmente na região e que fica armazenada na cervejaria em tonéis. E ainda neste ano, virá mais um tipo de cerveja para o mix de produtos, esperamos ansiosos.

Abaixo um bate papo com Emerson Bernardes, Sócio-Gerente, que nos recebeu com toda a presteza, e nos cedeu estas saudosas palavras, espero que gostem, e que a fonte nunca seque.


oBIERcevando - Das Bier, ou A Cerveja, como foi definido o nome?

Emerson Bernardes - O nome partiu da idéia de ser algo simples, de fácil pronuncia e que tivesse a ver com a tradição germânica. Vários nomes foram pensados, no entanto, nenhum de agrado de todos, até que se teve a idéia de enfatizar o “A”, ou seja, assim como no português e no inglês, quando se enfatiza o artigo, tem-se a idéia de que aquele produto é o melhor de todos naquela categoria. Foi assim, basicamente, que surgiu o nome DAS BIER, simplesmente “A Cerveja”.


oBIERcevando - Como foi agregar ao Pesque Pague, uma cervejaria?

EB - Os dois empreendimentos, na verdade, se complementam, quem que não vai pescar e toma uma cerveja, aqui, toma-se chopp. A idéia, desde o início foi de um incrementar a atividade do outro. A cervejaria veio agregar valor a propriedade da família e consequentemente a região.


oBIERcevando - Todos sabiam o mercado que estavam entrando, com cervejarias definindo o mercado através de verbas, prêmios, ou seja quem tem “mais” ganha?

EB - Ninguém investe em uma negócio sem ter conhecimento do mercado em que se está entrando. Nós sabíamos desde de o início de que não seria fácil, que todas as empresas estão aí para ganhar, inclusive a nossa, mas nós levamos muito a sério o ditado alemão que diz “langsam aber sicher”,ou seja, devagar mas com passos firmes, um passo de cada vez. Preferimos não ter tanto e investir em qualidade de produto e atendimento.


oBIERcevando - E no Pesque Pague, as pessoas ainda tomam sua “cervejinha” ou já pedem o chopp Das Bier?

EB - O Schmitt Pesca & Lazer foi nosso primeiro ponto de venda e não poderia ser diferente, uma vez que é a mesma empresa. Hoje já notamos que as pessoas preferem tomar o chopp a “cervejinha”.

oBIERcevando - Como foi a escolha dos tipos de cerveja a se fabricar?

EB- Novamente o ditado “langsam aber sicher”. Assim foi a escolha dos tipos de cerveja, pois sabíamos que o carro chefe nosso e da maioria das cervejarias é o chopp pilsen, então não poderíamos sair desta tradição. Já para o nosso chopp braunes ale, optamos por fazer algo diferente das demais cervejarias aqui da região e pelo que notamos está dando certo.


oBIERcevando - Quais os planos da Das Bier, em participar da Oktoberfest deste ano, vocês irão participar?

EB - Não temos, ainda, a certeza de que iremos participar na Oktoberfest deste ano, mas se participarmos com certeza daremos o melhor de nós e se não participarmos, faremos ações fora da Oktoberfest para atrair o público e fazê-lo degustar nosso produto.


oBIERcevando - O que é pego no pesque pague, pode ser limpo e servido na cervejaria?

EB - Não, isso só pode ser feito no Schmitt Pesca & Lazer, ou seja, o peixe que se pega pode ser limpo e consumido ali mesmo no pesque e pague e com o chopp Das Bier.


oBIERcevando - Como é o chopp das Bier?

EB - Nosso chopp pilsen é de baixa fermentação e leve teor alcoólico, proporcionando uma degustação saborosa e refrescante. Já o nosso chopp Braunes Ale é de alta fermentação e médio ter alcoólico, encorpado com traços de chocolate e perfume de lúpulo característico da sua origem.


oBIERcevando - O mercado atual está pedindo diferenciais, a Das Bier está disposta a isso? Como?

EB - Com certeza estamos dispostos a isso, a empresa que não investir em diferenciais está fadada ao fracasso. Por isso investimos, principalmente, em atendimento de qualidade e também em busca por diferenciais, sem ficarmos presos única e exclusivamente ao que já existe na região.

oBIERcevando - O belo visual da cervejaria, as pessoas comentam sobre ele, pode se dizer um diferencial?

EB - Com certeza, o local em que estamos situados é um dos nossos maiores diferenciais e nunca deixaremos de enfatizá-lo em nossas ações.


oBIERcevando - A pergunta de praxe, que outra cerveja que você realmente goste, além claro da Das Bier, você gostaria de estar tomando agora?

EB- Como você mesmo disse, depois da Das Bier, eu estaria apreciando uma harmomiosa e levíssima “Paulaner Hell München”.



Mais informações: http://www.dasbier.com.br

2 comentários:

Anônimo disse...

Feijão,

Tô gostando de suas entrevistas e das cervejarias que está encontrando. Legal!!
João Gonçales

André Planinz disse...

A Das Bier é realmente linda! E o chopp Braunes Ale é delicioso! Sucesso à cervejaria e ao blog!