terça-feira, 4 de setembro de 2007

Cerveja Original Schlenkerla Smokebeer

Próximo ao velho centro de Bamberg, debaixo de um monastério, encontra-se a taberna histórica Schlenkerla.
A história do edifício da Taberna de Schlenkerla começa junto com a do monastério, que foi fundado no século XV,
entre 1405 e 1615 o edifício foi vendido inúmeras vezes. Durante a guerra dos 30 anos (1618-1648) a casa foi destruída e reconstruída. Os relatórios históricos da época que antecede o ano de 1678 são escassos, mas a partir do ano em que a cervejaria foi fundada tem-se muitos registros da história da cervejaria
Desde 1678 houveram diversos proprietários a frente da cervejaria, em 1877 foi um ano muito importante para a taberna, porque Andreas Graser se transformou no novo proprietário Um pouco "desengonçado" movia seus braços de uma maneira engraçada quando andava, e no dialeto local isto é chamado "schlenkern". E as pessoas começaram a chamar o lugar de Schlenkerla, e o nome pegou, pois a cervejaria a séculos atrás nos registros se chamava "Heller Braü" .
Em 1907 Michael Graser em um bom trabalho com a cervejaria fez mais e mais pessoas visitarem a taberna, e uma parte do monasterio, foi confiscada pelo governo Bávaro.
Em 1960 a parte do taberna que havia sido confiscada foi comprada do estado e a filha de Michael Graser, Elisabeth, e seu marido, Jakob Trum continuaram tocando o negócio. Em 1967 entregaram a cervejaria ao seu filho. E até hoje está funcionando graças a família Trum já na sua 6º geração, e lá é a fonte Original Schlenkerla Smokebeer, desde 1678
A original Schlenkerla Smokebeer, ainda é maturada em barris de madeira dentro da taberna, de acordo com a velha tradição.
Dizem que muitos tentaram descrever Schlenkerla, mas nenhuma descrição detalhada é possível, tem que experimentá-la para compreender!
A Cervejaria produz além da Mäerzen a Schlenkerla original Smokebeer – trigo, a Schlenkerla original Smokebeer – Urbock que fica por meses maturando, e só é vendida de Outubro a Dezembro, e a Schlenkerla original Lentbeer, além disso tem a Schlenkerla original Smokebeerschnapps que é um destilado feito a base da cerveja, o detalhe é que mantém as características defumadas.
Em breve ela estará em alguns pontos de venda do Brasil, com certeza uma boa novidade para o mercado nacional, abaixo as impressões sobre o precioso líquido.

Cerveja: Original Schlenkerla Smokebeer
Apresentação: Garrafa 500ml.
Álcool: 5,1%
Cor: Castanho avermelhado, brilhante
Espuma: Boa formação, persistente e duradoura, formou a "rede" no copo.
Aroma: Defumado, notas doces
Paladar: Malte defumado, notas adocicadas, bom corpo, sensação residual amarga e seca
Comentário: Uma cerveja que ou você a Ama ou a Deixa, possui notas defumadas intensas no aroma e no paladar, tem um amargor no final pronunciado pois permanece na boca, quando se abre a garrafa já é possível sentir o aroma defumado, para quem gosta deste estilo, Rauchbier, é um prato cheio, particulamente meu estilo preferido, excelente cerveja.

5 comentários:

Wagner disse...

Que essa interessante cerveja venha logo para o mercado brazuca, pois o mercado de cervejas industrializadas nacional está péssimo.

feijão disse...

Olá Wagner

Na realidade ela já está, logo estará disponível para venda no Cervejasnet, e em alguns outros pontos de venda específicos, que trabalham com cervejas diferenciadas.

Wagner disse...

Olá Feijão,

degustei essa Smokebeer na Tortula, apesar de ela dar um pouco de sede, realmente é uma cerveja com caracteristicas bem próprias.
Nunca tinha experimentado uma cerveja assim, e apreciei bastante.
É uma cerveja para se tragar aos poucos.

feijão disse...

E ai Wagner

Bom saber que já a experimentou, pode perceber que este tipo de cerveja é para quem está realmente disposto a aumentar seu leque de conhecimento sobre cerveja, é um estilo bem caracaterístico de Bamberg, e não são muitas as cervejarias no mundo que a produzem.

Luiz Eduardo de Carvalho Silva disse...

Experimentei ela ontem... tava com o nariz meio ruim por causa da rinite mas pude sentir um aroma muito forte que achei muito parecido (ou praticamente igual) ao de bacon! De resto, na que eu tomei a espuma não durou muito, embora fosse abundante no começo, e também não achei muito amarga. Talvez seja por causa do meu olfato prejudicado, que acabou atrapalhando também o paladar!
Abraço!