domingo, 9 de setembro de 2007

Cerveja Antares

Três jovens empresários lançaram a primera marca de cerveja artesanal de Mar del Plata.
A produção de cerveja artesanal na Argentina se consolida cada vez mais no mercado.
Mariana Rodríguez, Leonardo Ferrari e Pablo Rodríguez criaram em 1998 a primeira marca de cerveja artesanal em Mar del Plata: Antares.
Ferrari conta que "a idéia nasceu com a evolução de um hobby que compartilhava junto a Mariana, e Pablo, a fabricação de cerveja artesanal".
Uma viagem aos Estados Unidos em 1994 foi a porta de entrada para que Ferrari e sua esposa ingresassem para o mundo da fabricação de cerveja artesanal.
No regresso a Argentina em 1996, continuaram com suas atividades profissionais, Ferrari é Engenheiro Químico, e Mariana desenhista industrial, mas desde então, sempre continuaram interessados pelo empreendimento.
“A partir daquele momento fomos aprendendo tudo sobre a fabricação de cerveja", revela Ferrari, matérias primas, estilos e história foram algumas das coisas que mais pesauisaram sobre cervejas.E foi nesta época que se juntou ao projeto Pablo Rodríguez, amigo de Ferrari e também Engenheiro Químico.
Os empresários marplatenses contam que o produto despertou um interesse e aceitação tão grande entre seus conhecidos e familiares, que o passo da comercialização da cerveja artesanal se dava por obrigação. "Foi tanta a insistência por parte de nossos amigos para que comercializássemos a marca que decidimos vender a alma ao diabo e profissionalizamos nosso hobby”.
O desejo de sair e ganhar mercado levou os empresários a transformar um pequeno galpão, próximo a Mar Del Pata em um moderno brewpub (bar com elaboração de cerveja no local), e daí em 1998 foi fundada a Cervejaria Antares. Atualmente Antares, produz mensalmente por volta de 45.000 litros de cerveja, cifra que os empresários estimam aumentar em breve.

As cervejas Antares são produzidas sem nenhum tipo de aditivo químico ou cereais não maltados, hoje são sete variedades de cervejas produzidas no local:Kolsch, Scotch Ale, Porter, Cream Stout, Honey Beer, Imperial Stout e a poderosa Barley Wine completam a variedade, porém recentemente foram lançados mais dois tipos em edição limitada intitulada "Seleção do Mestre Cervejeiro" e contou com uma India Pale Ale e uma Tripel, esta última com uma apresentação muito bonita em garrafas de 750ml, rolha, segunda fermentação na garrafa e 9% de álcool. Abaixo degustação de três tipos da Antares.



Cerveja: Antares
Tipo: Kolsch
Apresentação: Long Neck 330ml.
Álcool: 5%
Cor: Dourado opaco, leve turbidez.
Espuma: Boa formação, porém baixa duração.
Aroma: Pão, cereais, malte, notas frutadas.
Paladar: malte, pão, bom corpo, sensação residual levemente amarga.
Comentário: Uma cerveja fiel ao estilo, com notas levemente frutadas, malte presente no sabor e aroma, e seguem a Reinheitsgebot. Muito boa.


Cerveja: Antares
Tipo: Scotch Ale
Apresentação: Long Neck 330ml.
Álcool: 6%
Cor: Rubi, avermelhado, translúcida.
Espuma: Boa formação, branca, duradoura.
Aroma: Toffe, frutado, notas torradas.
Paladar: Bom corpo, álcool, malte torrado, chocolate, e notas ligeiramente frutadas.
Comentário: Mais uma ótima cerveja da Antares, bem equilibrada, o paladar lembra bem a Scotch Silly belga.


Cerveja: Antares
Tipo: Imperial Stout
Apresentação: Long Neck 330ml.
Álcool: 8,5%
Cor: Escura com tons avermelhados.
Espuma: Média formação, queda lenta, fixou no copo.
Aroma: Álcool, malte torrado, notas doces.
Paladar: Álcool, amargor persistente, bom corpo, sensação residual torrada e seca, ótimo equilíbrio, nenhum dos gostos presentes se sobressaiu.
Comentário: Apesar de serem de estilos diferentes, trouxe lembranças da Red Ale, da Baden Baden, uma bela apresentação com rótulo diferenciado, uma boa proposta e ótima cerveja.

2 comentários:

Armando Fontes : : ) disse...

Mar Del Plata em Outubro...vou procurar degustar as 7 maravilhas!

feijão disse...

Olá Armando

Com certeza tens que degustar as cervejas da Antares, são muito bem feitas, e como você vai estar na casa deles, não tem como não ir.
Abraços e conte-nos depois a experiência.