terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Bohemia Oaken


Se era para despertar curiosidade, conseguiu!!!
A cerveja mais elaborada da gigante indústria cervejeira no Brasil tinha como dilvulgação e marketing seu processo de produção quase manual ou artesanal. Basearam-se nisto, devido a visível trajetória das cervejas “manuais” do mercado nacional e sua franca expansão, por isso mesmo a Bohemia Oaken tinha um diferencial, apenas 8000 garrafas de 550 ml foram produzidas, que poderiam ser compradas apenas no site da Bohemia em kits que continham duas garrafas, duas taças, um conjunto de bolachas falando sobre a produção e tudo isso acondicionada em uma caixa de madeira toda trabalhada.

Cada kit custou R$ 85,00 e apesar do preço a cerveja se esgotou rapidamente, demonstrando a curiosidade/sede do consumidor por produtos novos. Os consumidores que conseguiram comprar um dos 4 mil kits disponíveis acompanharam todas as etapas do processo de produção de sua própria cerveja on line, ou recebendo mensagens de como estava o processo de produção.
O lançamento da Bohemia Oaken foi idealizado pela não menos famosa agência DM9DDB que criou uma peça tão artesanal quanto a cerveja para compor a campanha: uma litografia, técnica criada no século XVIII em que o desenho é feito em pedra com grafite e depois prensado sobre papéis especiais. São 6 mil anúncios que foram produzidos e recortado manualmente, veja o processo aqui e, um a um, foram prensados, numerados e autografados pela litógrafa Patrícia Motta.

A bela garrafa também é especial leva um tratamento especial, é jateada, isso lhe confere uma aparência fosca e aveludada, o rótulo também é muito bonito pois além da imagem que remete a madeira, a textura do papel contém relevos que lembram um pedaço de madeira, muito bacana.

A receita da Bohemia Oaken é do mestre cervejeiro Luciano Horn, que em sua produção colocou chips ou lascas de carvalho francês na maturação, muito se falou sobre a maturação em barris, mas não foi desta vez que tivemos um produto com esta complexidade, entretanto o resultado foi interessante, graças também aos lúpulos ingleses e maltes escuros europeus.


Cerveja: Bohemia Oaken
Apresentação: Garrafa 550ml.
Tipo: Lager
Álcool: 6%
Cor: Ruby, limpa, brilhante.
Espuma: Média formação, duradoura.
Aroma: Carvalho, malte, notas doces, leve defumado, pouco de lúpulo.
Paladar: Baixo corpo, malte, notas doces, algum defumado, médio amargor, leve torrado, suavemente seca, sensação residual com agradável dulçor e ligeira adstringência.
Comentário: O aroma surpreende muito mais que o paladar, ambos soam muito diferentes, o marketing agressivo fez com que a cerveja ficasse super valorizada, criando uma expectativa absurda, realmente todo o cuidado com embalagem, copo, kit e acompanhamento do processo foi muito bem feito, a cerveja em si é boa e correta, mas seu corpo peca, é muito ligeiro, suas notas torradas poderiam ser mais intensas e o aroma remetendo mais a madeira, mas com certeza se for vendida no mercado a um preço justo, vale a compra.

3 comentários:

Mauricio (BREJAS) disse...

Nobre Feijão,

Parabéns. Foi o comentário mais sensato que li sobre esta cerveja até agora.

Um abração.

Paulo Feijão disse...

Grande Mauricio,

Muito obrigado pela visita e agradeço o comentário, realmente é a minha impressão sobre a cerveja, degustaria ela facilmente outras vezes, porém agradeceria um preço mais justo.

Abraços

Léo disse...

Salve Paulo, beleza!!!
Queria dar meus parabéns pelo blog, que é sensacional. Matérias de muito bom gosto, comentários mais que pertinentes com relação ao mundo cervejeiro. Só quem realmente entende o verdadeiro espírito de se apreciar cerveja sabe o sentimento de prazer que um cervejeiro tem ao saborear uma autêntica cerveja.