quarta-feira, 19 de março de 2008

Entrevista com Eduardo Passarelli

O empresário e cervejólogo Eduardo Passarelli é graduado em Gastronomia pela UniFMU de São Paulo, e especialista em Gestão de Negócios de Serviços de Alimentação pelo SENAC, hoje é um dos maiores especialistas no assunto cerveja, além de ser especialista em harmonizações da bebida com pratos da alta gastronomia, é um dos fundadores da Acerva Paulista, faz um árduo trabalho em divulgar a cultura cervejeira nacional, presente em vários eventos ligados ao assunto e o conhecimento que possui não poderia ficar de fora das entrevistas promovidas pelo oBIERcevando.
Além claro de ser um companheiro de batalha por uma cultura consistente, é companheiro no copo, blogueiro ( Edu Recomenda ) e em breve trará mais novidades, agora segue um ótimo bate papo com Eduardo Passarelli, degustem sem moderação.

oBIERcevando - O que veio primeiro, o amor pela gastronomia ou pela cerveja?

oBIERcevando - Qual a foi a cerveja que lhe despertou para o mundo cervejeiro?
EP - Uns 3 ou 4 anos após abrir meu restaurante um grande amigo me convidou para tomar uma cerveja diferente, que segundo ele era servida de modo espetacular e em um belo copo. Era a Erdinger. Quando tomei a cerveja percebi que ali tinha muito mais sabor do que nas cervejas que eu estava acostumado a beber. Chegando a minha casa comecei a pesquisar sobre o assunto, e fiquei espantando em ver a diversidade de cervejas, tipos e estilos que existiam no mundo. E eu achando que tínhamos a melhor cerveja por aqui...

oBIERcevando - É fácil fazer uma harmonização, existem regras?
EP - Fácil não é, mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Requer principalmente muito conhecimento de gastronomia e cervejas, digo, do paladar de ambos. Por exemplo, quem vai elaborar um cardápio harmonizado não pode testar todas as combinações em todas às vezes. Precisa buscar em sua memória gustativa as características da cerveja e do prato.

oBIERcevando - Qual estilo de cerveja é o mais versátil na harmonização, aquele
que harmoniza fácil com qualquer prato? Por quê?
EP - As cervejas de trigo, graças a seu paladar refrescante e sua boa carbonatação são muito versáteis nas harmonizações.

Edu e eu na Oktoberfest 2007
oBIERcevando - Na harmonização, comida e cerveja, acontece mais por semelhanças ou por contraste?
EP - Varia muito. Ambas funcionam bastante, e é sempre necessário trazer equilíbrio ao conjunto. Por exemplo, temos casos em que a semelhança é a melhor pedida (doces) e em outros é terrível (ácidos). E também pode acontecer com o contraste. Portanto, conhecimento é prática são muito importantes.

oBIERcevando - Jogando lenha na fogueira, por que cerveja e não vinho?
EP - Risos. Sou apreciador de ambas as bebidas, apesar de que nos últimos anos tenho consumido poucos vinhos, devido ao trabalho com as cervejas. Acredito que cada um tem o seu momento certo para o consumo.

oBIERcevando - A alta gastronomia está muito ligada ao vinho, a cerveja terá seu espaço?
EP - Sim, não só terá como já tem. Sei que o espaço ainda é pequeno, mas as portas já estão abertas. Agora cabe aos profissionais da área seriedade e muito empenho, para educar a população sobre a qualidade das “verdadeiras cervejas”. E temos muito trabalho pela frente!

oBIERcevando - Alemanha, Bélgica, Inglaterra, EUA, qual sua escola cervejeira preferida?
EP - Todas são bastante interessantes e muito diferentes uma das outras. Costumo transitar por todas, mas poderia dizer que hoje em dia estou mais para a escola inglesa. Porém, logo isso muda. E muda, muda, muda...risos.

oBIERcevando - Qual cervejaria do mundo gostaria de conhecer?
EP - Posso escolher duas? A Ommegang, de Nova Iorque, e a belga Rochefort.

oBIERcevando - A Acerva Paulista, como filiar-se e quando será o próximo
encontro?
EP - Para se filiar, procure as informações em: http://acervapaulista.com.br/. Nosso próximo encontro será em 28 de março, no Tortula. Este encontro é aberto a todos os interessados em produção caseira de cervejas, ou até para os que queiram apenas bater um papo sobre boas cervejas.

oBIERcevando - E as suas produções cervejeiras, o que ainda não produziu e ainda irá fazer? Existem limitações para produzir cerveja no apartamento?
EP - Logo começo as produções para o concurso nacional, que acontece em agosto, em Belo Horizonte. Para lá vou produzir três cervejas, para as três categorias concorrentes (IPA, Weiss e Belgian Ale). Fora estas, penso em produzir uma Barley Wine. Em breve!
Brinco que a maior dificuldade em produzir dentro de um apartamento é convencer a esposa! Fora isso, é legal ter um local para uma geladeira de fermentação. Não é primordial, mas ajuda bastante a conseguir qualidade nas produções.

oBIERcevando - É difícil ainda falar de cervejas com o público? (Edu ministra palestras sobre cerveja)
EP - Não mais. As pessoas hoje são muito curiosas com o assunto. E, melhor ainda, muitos são abertos para a “novidade”. Claro que sempre existem os relutantes. E até mesmo estes, quando tem a oportunidade de fazer uma boa degustação, dão o braço a torcer!

oBIERcevando - Um rápido bate-bola:
Malte: Caraaroma
Aroma: Levedura belga
Tempero: Tomilho
Espuma: Densa e duradoura
Cerveja: Three Philosophers
Revista: Prazeres da Mesa

oBIERcevando - A pergunta de praxe, uma cerveja que realmente goste, poderia estar tomando agora?
EP - A americana, produzida por belgas, Three Philosophers, da cervejaria Ommegang.
Agradeço ao Edu pela entrevista, e assim como ele há outros nobres companheiros empenhados na luta por uma Cultura Cervejeira Nacional forte e consistente, quem quiser acompanhar o trabalho do nobre é só acessar Edu Recomenda.

4 comentários:

Gardagami disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Amanda disse...

Olá...

Estou fazendo um Mini TCC na faculdade e o tema deste meu trabalho é a Cerveja Hoegaarden! Porém estou com grandes dificuldades de achar qualquer coisa sobre a mesma.
Se você tiver qualquer coisa que fale sobre essa cerveja, por favor você poderia me enviar?


email: mandicamello@gmail.com

Obrigada,

Amanda

Pedro Braga disse...

Muito boa esta parte de entrevistas. Sugiro entrevistar nos próximos post o Herbert Schumacher da cervejaria Abadessa do Rio Grande do sul.

feijão disse...

Olá

Amanda,
Já respondi no seu e-mail sobre o que solicitou, espero ajuda-la.

Pedro,
Com certeza o Schumacher será um dos entrevistados do blog, obrigado pela visita e pela dica.

Abraços